Cotidiano / Brasil 13 de janeiro de 2021 17h53

União das polícias Militar e Civil tramita no Congresso

Novo modelo é defendido por aliados do governo...

Foto: Freepik
Foto: Freepik

Professor da FGV e integrante do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Rafael Alcadipani, comentou os dois projeto de lei que tramitam no Congresso Nacional e visam diminuir os poderes de governadores sobre o comando das polícias civil e militar.

"Esse projeto de lei específico é uma sandice. A ideia de que o governador vai perder o controle efetivo, a sociedade vai perder o controle efetivo das suas polícias, e a ideia de que essa situação vai ser muito mais centralizada, e a própria criação da patente de general nas policias militares, mostra como esses senhores estão perdendo a noção daquilo que se faz. A gente tem que dar uma autonomia maior sobre as forças policiais" Eu concordo com isso. Mas isso tem que ser junto com um controle social efetivo. E não é isso que propõe esse projeto".

As propostas trazem mudanças na estrutura das polícias, como a criação de uma lista tríplice para a escolha de comandantes-gerais, e de um Conselho Nacional de Polícia Civil ligado à União.

O novo modelo é defendido por aliados do governo no momento em que o presidente Jair Bolsonaro endurece o discurso da segurança pública para alavancar sua popularidade.

Alcadipani também abordou sobre a proposta da Câmara dos Deputados de unificar as duas corporações para melhorar as ações de combate ao crime no país. "É uma coisa que no meu ponto de vista é bem vinda. Vai seguir o modelo internacional. São pouquíssimos países no mundo que tem esse modelo, que a gente tem, de meias polícias. Por outro lado nós não podemos ter uma polícia como a estadual, com mais de 120 mil homens, porque não se tem controle efetivo. Nós poderíamos ter polícias únicas se elas fossem regionalizadas", pontua.

A unificação das polícias Militar e Civil não é uma ideia nova. Na verdade, é um debate que já dura pelo menos 50 anos. Em plena ditadura militar, em 1967, o governo de São Paulo iniciou um debate interno para fundir as polícias estaduais e estabelecer um comando civil para a nova instituição.

Com informações: TV Cultura.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.