Cotidiano / Marechal Cândido Rondon 23 de fevereiro de 2020 10h50

Tristeza: Dengue faz segunda vítima em Marechal Cândido Rondon

Segundo informações, a adolescente estava internada em um hospital da cidade com o exame de dengue confirmado...

Na madrugada deste domingo (23), uma adolescente especial de 15 anos morreu vítima de dengue, em Marechal Cândido Rondon. 

Segundo informações, a adolescente estava internada em um hospital da cidade com o exame de dengue confirmado. Na quinta-feira, o estado de saúde se agravou e transferiram para um hospital de Cascavel com dengue hemorrágica, e na madrugada deste domingo não resistiu aos sintomas e faleceu.

Essa é a segunda vítima, a primeira foi um idoso de 90 anos, internado na sexta-feira (14) e na noite da última segunda-feira (17) o estado de saúde se agravou e ele teve hemorragia.

O município decretou epidemia de dengue na manhã da última quinta-feira (20), com 164 casos já confirmados, destes 154 autóctones e dez importados. Ao todo são 505 casos notificados e destes 307 estão aguardando resultados de exames.

LIMINAR

A liminar expedida no final da tarde de ontem (22), autoriza o ingresso forçado de agente público, regularmente designado e identificado, em imóveis públicos e particulares, ocupados ou não, no caso de ausência ou recusa de proprietário/possuidor, sempre que a medida se mostrar essencial ao desempenho da atividade de fiscalização de focos do mosquito da dengue.

Conforme o documento, a ação se faz necessária a fim de zelar pelo efetivo combate ao mosquito transmissor da dengue (Aedes aegypti), haja vista que o município se encontra em epidemia da doença.

O documento menciona ainda que, caso haja necessidade, os agentes poderão solicitar auxílio policial, para adentrarem em lotes e áreas abrangidos pela área municipal, construídos ou não, com construção inacabada, cercadas e não habitadas, com autorização de rompimento de obstáculos, bem como imóveis residenciais ou comerciais, cujos moradores ou responsáveis neguem acesso.

O despacho destaca ainda que “apesar dos esforços contínuos empregados pela Administração Pública para o combate à proliferação do mosquito transmissor do vírus, imprescindível a intensificação das ações se dá no verão, período sazonal da doença. Neste contexto, as principais atividades desenvolvidas são a conscientização dos cidadãos e a fiscalização de possíveis focos, por meio de visitas a imóveis, ocupados ou não”. E ainda “que os agentes municipais têm encontrado obstáculos na efetivação da atividade fiscalizatória, imprescindível à eliminação de focos de mosquitos, notadamente por não obter o consentimento de proprietários a entrarem em imóveis, bem como, no caso de imóveis desabitados e/ou abandonados, pela presença de obstáculos físicos que agravam a dificuldade já inerente à ausência de quem ocupe aqueles locais e, consequentemente, possa, de variadas formas, auxiliar à equipe no desempenho das atividades”.

MULTAS

Toda a equipe de endemias trabalha diariamente para eliminar possíveis criadouros do mosquito. Conforme Sérgio Ratke, chefe do Setor de Endemias, em casos recorrentes são aplicadas notificações e, caso o morador do imóvel não regularize a situação em até 48 horas, é multado. O valor varia dependendo do número de focos encontrados, podendo chegar a até R$ 1.709,00. Se dentro do período de um ano da primeira notificação, novamente focos forem encontrados, o valor da multa poderá dobrar.

SINTOMAS

Se você, rondonense, sentir alguns sintomas como febre alta, dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas pelo corpo, procure o mais rápido possível a unidade de saúde mais próxima de sua residência ou então há UPA 24 horas.

Com informações: Marechal Online .

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.