Política / Marechal Cândido Rondon 23 de novembro de 2021 16h49

Prefeito rondonense participa de discussão sobre programa de governança para os lindeiros

Prefeitos entregam minuta de trabalho ao diretor-geral de Itaipu, general João Francisco Ferreira...

Foto: Foto: Lúcio Horta/Itaipu Binacional
Foto: Foto: Lúcio Horta/Itaipu Binacional

O diretor-geral-brasileiro da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira, recebeu recentemente em Foz do Iguaçu (PR), prefeitos e vice-prefeitos da região e representantes da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). O objetivo da reunião foi discutir parcerias para a criação do Programa de Governança, Inovação e Inteligência para Desenvolvimento dos Arranjos Produtivos nos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu.

O diretor de Coordenação da binacional, general Luiz Felipe Carbonell, e o presidente do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, Heraldo Trento, que é prefeito de Guaíra, participaram do encontro. Também estavam presentes o prefeito de Santa Helena e vice-presidente do conselho, Evandro Miguel Grade; o prefeito de Pato Bragado, Leomar Rohden; e o prefeito de Marechal Cândido Rondon, Marcio Rauber – entre outras autoridades.

O coordenador do projeto, professor José Angelo Nicácio, da Unioeste, explicou que a intenção é construir um programa de desenvolvimento integrado para os 16 municípios lindeiros, unindo os diversos atores da região. O horizonte de trabalho é de 20 anos, com 11 eixos de atuação: governança, gestão pública, sustentabilidade, negócios e renda, saúde, papel da universidade, inovação, agricultura familiar, segurança e competitividade para a cadeia produtiva, infraestrutura e segurança pública.

Segundo Nicácio, o projeto adota como base metodológica o conceito da Tríplice Hélice de Inovação, que prevê a integração de governos, universidades e empresas. “No entanto, nós já estamos na quíntupla hélice, porque agregamos ao projeto a sociedade e a sustentabilidade. O próximo passo será atrair investidores”, antecipou. Uma das ideias é estruturar uma plataforma para elaboração de projetos estratégicos para a região.

“Estamos chamando [essa proposta] de usina de projetos. Porque, hoje, os municípios têm dificuldades para fazer projetos”, afirmou o prefeito Heraldo Trento, que completou: “temos que incorporar à nossa região tecnologias que são indispensáveis para o desenvolvimento econômico, com sustentabilidade e respeito ao meio ambiente.”

O general Ferreira agradeceu a presença de todos, destacou a participação da academia na elaboração e coordenação do projeto e lembrou que a Itaipu, nos últimos anos, tem feito investimentos em obras estruturantes que beneficiam toda a região, como a nova ponte internacional sobre o Rio Paraná, a Perimetral Leste e a ampliação do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu.

“São obras de grande porte, pontuais, mas o nosso olhar é justamente para a nossa área de influência. Ou seja: nosso foco são os municípios do Oeste do Paraná e aqueles que integram as bacias hidrográficas que vão desembocar no nosso reservatório”, afirmou o general. “Desta forma, ampliamos a vida útil ao reservatório e elevamos a disponibilidade e a qualidade da água que chega à usina, permitindo maior produtividade na geração de energia”, concluiu.

Além do Conselho dos Municípios Lindeiros e a Unioeste, o Programa de Governança tem a participação de outras instituições, como Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), vinculada ao governo do Estado, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Fundação Araucária. No dia 16 de setembro, houve uma primeira reunião na Itaipu para tratar sobre o tema, com representantes do Seti e da Unioeste.

Com informações: Assessoria .

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.