Cotidiano / Mundo 19 de dezembro de 2019 09h49

Mulher adota as 4 filhas da melhor amiga que faleceu após lutar contra um câncer no cérebro

Laura fez uma promessa a amiga antes dela morrer, ela prometeu que adotaria as suas filhas e cuidaria delas com todo amor...

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A amizade é um elo muito forte e bonito entre as pessoas, geralmente ela começa de criança e vai ficando mais forte ao passar do tempo.

Mas também existe aquele tipo de amizade que acontece em pouco tempo, mas que parece uma eternidade, e que são levadas por toda vida.

E hoje vamos contar a história de Laura Ruffino e Elizabeth Diamond, duas grande amigas que se conheceram ainda criança com apenas 5 anos de idade.

Mas a amizade delas era tão intensa que se manteve até chegarem a vida adulta, infelizmente até o momento em que Elizabeth foi vitima de um câncer e veio a falecer.

Mesmo se sentindo muito triste com a perda da amiga, sem hesitar, Laura tomou a iniciativa de adotar as 4 filhas de sua amiga, do modo em que já havia feito essa promessa a ele durante os seus últimos dias em vida.

As dificuldades surgiram a partir do ano de 2014, quando Elizabeth recebeu o diagnostico de câncer no cérebro, onde já se encontrava no estagio 4.

Quando o câncer chega nesse estágio, as chances de serem curados são bem poucas, e os pacientes são direcionados para cuidados paliativos, tendo como objetivo auxiliar na melhora da qualidade de vida.

A partir daí, ela começou a ter preocupações de como seria o futuro das suas filhas, já quem ela cuidavam das meninas sozinha, pois havia se separados do pai delas e não fazia a menor ideia por onde ela andava.

Tara, Samona, Ella e Lily, todas menores de idade, com idades entre 12 e 5 anos, e infelizmente não tinha mais ninguém com quem pudessem contar, a não ser a mãe.

Foi quando Laura entro em ação e fez uma promessa a amiga, revelando que se algo acontecesse a ela, que ela se comprometeria a cuidar de suas filhas.

No ano seguinte, infelizmente Elizabeth faleceu, e laura imediatamente correu atras para adotar as meninas judicialmente, conforme necessário ela foi ao encontro do pai biológico das meninas que cedeu a aguarda a ele e nunca mais contato com a família.

As meninas agregaram a família de Laura, que já possuía mais 2 meninas com seu esposo Rico, as meninas Isabella e Grace de 13 e 12 anos de idade.

Essa história comoveu toda a redondeza da comunidade em que a família residia, e com total apoio e emoção, vários vizinhos e amigos ajudaram financeiramente contribuindo para a adoção, dessa forma auxiliando para que não faltasse nada para a família de Laura.

Foi lançada uma campanha desenvolvida pela plataforma GoFundMe, onde foi levantado mais de US$ 32 mil para ajudar nas despesas da família.

Graças a essa contribuição, eles conseguiram transformar a garagem de casa em três cômodos, e assim conseguir dar um pouco mais de conforto e espaço a todas.

Foram construídos dois quartos e um banheiro, para que as meninas pudesse se sentir mais a vontade, o cantinho ficou tão aconchegante que ganhou até um apelido carinhoso de suíte júnior.

Depois de 4 anos, a família conseguiu se adaptar bem a nova rotina e as novas membras, e são a prova de que o laço da amizade pode ser mais forte do que tudo, podendo sobreviver a qualquer situação por mais dura que seja.

Com informações: noticia viva.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.