Saúde / Marechal Cândido Rondon 18 de novembro de 2021 13h35

Marechal Rondon alcança 80,2% de adultos vacinados contra a Covid-19

Índice representa o esquema vacinal completo. Na população dos 12 aos 17 anos há 44,3% de adolescentes para receber a primeira dose...

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Índice representa o esquema vacinal completo. Na população dos 12 aos 17 anos há 44,3% de adolescentes para receber a primeira dose. Para sábado (20) está agendado mais um dia de vacina para esse público

A aplicação da vacina contra a Covid-19 se apresenta como o principal fator para amenizar os impactos causados na saúde dos brasileiros durante a pandemia. Com o avanço da vacinação, os casos ativos diminuíram consideravelmente em Marechal Cândido Rondon. Boletim do setor de epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, demonstrou 17 casos ativos, conforme divulgado às 17h de terça-feira (16) - o menor de todo este ano. O total era de 7.678 casos confirmados desde o início da pandemia, em meados de março de 2020, com 156 óbitos e 7.505 pessoas recuperadas da doença no município.

No que tange à vacina, chama atenção o expressivo índice de 98,8% da população adulta, formada por pessoas com 18 anos ou mais, ter recebido a primeira dose. Em números, são 38.386 rondonenses nesta faixa etária. A soma de quem está com o esquema vacinal completo chega a 80,2% dos adultos, ou seja, 30.923 cidadãos.

A população adolescente, composta por rondonenses dos 12 aos 17 anos, soma até o momento 55,7% de vacinados com a primeira dose, ou 2.384 pessoas. Outros 1.894 adolescentes rondonenses, ou 44,3%, devem observar os cronogramas emitidos pela Secretaria Municipal de Saúde para buscar a primeira dose da vacina.

Reforço

A secretária municipal de Saúde, Marciane Specht, acredita que a adesão de adolescentes à vacina abaixo do nível ideal ocorre por haver uma pequena porcentagem de casos graves, além de internamentos e óbitos registrados mundo afora.

“Apesar da reduzida taxa de gravidade, os adolescentes constituem parte de uma população vulnerável à infecção viral aguda e tardia pelo SARS-Cov-2, e ainda podem ser portadores assintomáticos em período de transmissão da doença. Isso faz com que alguns não deem a devida importância à vacina”, pontua ela.

Marciane reforça a necessidade de os adolescentes tomarem a primeira dose. “Você que pertence ao grupo dos 12 aos 17 anos, procure um ponto de vacinação para receber a primeira dose. Passados os 56 dias, aproveite e complete o seu esquema vacinal”, frisa.

Pfizer

Vale salientar que os adolescentes estão recebendo apenas a vacina da marca Pfizer, uma vez que estudos voltados a esta faixa etária revelam que os resultados têm se mostrado eficazes. “A vacina em questão passou por inúmeros testes e estudos em milhões de jovens e adolescentes pelo mundo, comprovando ter uma boa resposta imunológica”, expõe Marciane.

Redução drástica

Segundo ela, os estudos divulgados até então em relação à Covid-19 demonstram que para existir resposta de imunização coletiva, popularmente conhecida por imunização de rebanho, é necessário ter entre 70% e 85% da população vacinada para que a transmissão seja reduzida a números próximos de zero, mesmo aquela que por algum motivo não completou o esquema vacinal.

“Atualmente este índice já foi atingido em Marechal Rondon, demonstrando que os estudos norteadores podem estar certos no que se refere aos números calculados. Isso porque tivemos queda significativa na transmissão da Covid-19, e os cidadãos vacinados realizam a imunidade de barreira, ou seja, não estão transmitindo a doença para outras pessoas”, completa Marciane.

Vacina

Para possibilitar novamente o acesso à primeira dose contra a Covid-19 aos adolescentes, de 12 a 17 anos, que ainda não tomaram a vacina, a Secretaria Municipal de Saúde programou uma nova rodada para este sábado (20). A aplicação da primeira dose para este público-alvo será das 8h às 12h, no café colonial de Marechal Rondon.

Cabe ressaltar que por serem menores de idade, os interessados devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais. Será preenchido e assinado um termo de consentimento. Na impossibilidade dos pais ou responsáveis acompanharem o adolescente, o documento deve ser retirado no setor de epidemiologia, assinado e ter firma reconhecida em cartório.

Para ser vacinado, cada adolescente precisa portar documentos pessoais, cartão SUS e carteira de vacinação (se tiver). O cidadão com comorbidade, deficiência permanente, gestante ou puérpera, deve apresentar uma declaração médica comprovando tal condição.

Com informações: Assessoria .

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.