Saúde / Brasil 06 de setembro de 2019 14h53

Mãe realiza sonho do filho gay, empresta barriga e dá à luz gêmeos

Os gêmeos, Noah e Maria Flor, nasceram nesta terça-feira, 3, no Hospital das Clínicas da USP em Ribeirão Preto/SP...

A mãe de um jovem gay de Serrana, no interior de São Paulo, realizou o sonho do filho de ser pai.

A professora Valdira das Neves, de 45 anos, entrou como “barriga solidária”, com espermatozóides do filho, o analista financeiro Marcelo das Neves Júnior, de 24 anos, e óvulos de uma doadora anônima, mais jovem.

Os gêmeos, Noah e Maria Flor, nasceram nesta terça-feira, 3, no Hospital das Clínicas da USP em Ribeirão Preto/SP.

Sim, eles foram gerados no útero da avó.

Maria Flor nasceu com 2,250 quilos e Noah, 2,190 quilos.

O menino foi levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica.

“Logo, logo, ele estará com a gente, com fé em Deus. Minha mãe está ótima”, disse Marcelo ao G1.

Ele acompanhou o parto. A previsão inicial dos médicos era de que os bebês nasceriam somente em 12 de setembro.

O sonho

A professora aceitou o convite para ser “barriga solidária” e realizar o sonho do filho, que é homossexual e sempre desejou ser pai.

Ela conta que, após o nascimento de Marcelo, queria dar um irmão a ele, mas não deu certo.

Aos 41 anos, após perder um bebê recém-nascido, Valdira procurou uma clínica de fertilização.

Ela sabia que a idade e problemas na tireoide reduziriam a chance de uma gravidez.

Foi então que Marcelo encontrou uma oportunidade para viver o sonho de ser pai e sugeriu que a mãe fosse sua “barriga solidária”, com óvulos doados por uma mulher mais jovem.

Assim, as possibilidades de Valdira engravidar passariam de 3% para 50%.

Após três tentativas sem sucesso, em janeiro de 2019 a fecundação foi bem sucedida e agora a família comemora a chegada dos gêmeos.

Com informações: Só Noticia Boa.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.