Policial / Paraná 03 de setembro de 2019 09h15

Inquéritos policiais passam a ser 100% digitais em todo o Paraná

Com o sistema, procedimentos das polícias Civil e Militar ficam disponíveis online...

As polícias do Paraná passam a operar com um sistema 100% digital e integrado. Desenvolvido pela Celepar e apresentado na segunda-feira (2), em Curitiba, o programa Inquérito Digital moderniza a tramitação das informações entre as instituições, consolidando a integração do sistema criminal. Com o programa, todos os procedimentos de atendimento das polícias Civil e Militar ficam disponíveis online, desde o atendimento da ocorrência no 190 até o encaminhamento ao Poder judiciário.

A conclusão de migração se deu neste mês com a plena operação do sistema pela Polícia Civil do Paraná. A Polícia Militar também opera totalmente de forma eletrônica. O sistema permite o compartilhamento de informações como inquéritos policiais, termos circunstanciados, ações e execuções penais em andamento, dados constantes na base estadual do Detran-PR (Departamento de Trânsito do Paraná) e do sistema de informações penitenciárias, entre outras necessárias à efetivação dessa integração.

O intuito do Inquérito Digital é permitir aos agentes públicos de diferentes órgãos, que atuam nos processos criminais, agilidade na elaboração dos instrumentos jurídicos. Também busca conferir maior racionalidade às rotinas e aos procedimentos relacionados.

A ferramenta que possibilita essa integração recebeu o nome de PPJ-e (Procedimentos de Polícia Judiciária Eletrônico), na Polícia Civil, e Eproc (Sistema Eletrônico de Procedimento da Polícia Militar), na Polícia Militar. Desde a implantação do sistema digital na PM, em 2015, foram produzidos 3.317 inquéritos pelo Eproc. Na Polícia Civil, já foram elaborados 77.168 inquéritos pelo PPJ-e.

Outra inovação trazida pelo PPJ-e é a possibilidade de juntar ao Inquérito Policial os vídeos das oitivas, permitindo maior fidedignidade na hora do julgamento de criminosos. Os advogados também serão beneficiados com o Inquérito Digital. Graças à integração do PPJ-e ao Projudi (Processo Eletrônico do Judiciário do Paraná), os representantes de acusação e defesa terão acesso imediato aos elementos do Inquérito.

Com informações: AEN.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.