Policial / Paraná 27 de dezembro de 2021 16h12

Em 2021, Paraná consolida estratégia de aperfeiçoamento profissional para o setor público

O programa oferece cursos de especialização em diversas áreas, contemplando categorias profissionais de vários segmentos...

Foto: SETI
Foto: SETI

O Governo vem reafirmando o compromisso com a melhoria contínua dos serviços públicos disponibilizados à população do Paraná. Somente em 2021, foram lançados seis programas de Residência Técnica (Restec), somando 247 vagas para capacitação e formação de profissionais para atuar no setor público em todo o território estadual, e 609 vagas para qualificação de servidores e empregados públicos.

O programa oferece cursos de especialização em diversas áreas, contemplando categorias profissionais de vários segmentos. No total, a ação envolve recursos da ordem de R$ 70,8 milhões, sendo R$ 27,9 milhões oriundos do Fundo Paraná, gerido pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti).

Idealizada pela Seti, a iniciativa tem amparo na Lei nº 20.086/2019. Os programas de Restec são desenvolvidos em parceria com as secretarias de Estado, os órgãos da Administração Direta e Indireta e as sete Universidades Estaduais do Paraná. Segundo o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona, o intuito é promover o aperfeiçoamento de servidores e profissionais, com ênfase em gestão e planejamento estratégico. “Um quadro de servidores e profissionais capacitados é vital para suprir as necessidades prioritárias e imprescindíveis dos cidadãos, propondo soluções inovadoras e agregando visão de planejamento em curto, médio e longo prazos”, afirma.

Nesse cenário, os cursos de especialização dos programas de Restec, independente da área, incluem processos metodológicos para definição de objetivos, metas e ações governamentais, mobilização de recursos e tomadas de decisões, alinhadas ao Plano Plurianual (PPA) do Estado do Paraná.

A coordenadora de Ensino Superior da Seti, Gisele Onuki, destaca os desafios do setor público, diante da necessidade de atendimento de demandas da população por serviços e políticas públicas. “O serviço público precisa de profissionais cada vez mais qualificados, atuando de maneira proativa com um conjunto de mecanismos e inovações de gestão, que auxiliem em processos e técnicas organizacionais”, diz.

RESTEC – Atualmente, o Paraná conta com 833 residentes técnicos ativos, atuando nos seguintes programas de Restec: Gestão Pública (2020-2022); Engenharia e Gestão e Ambiental (2019-2021 e 2021-2023); Engenharia e Obras Públicas (2020-2022); e Economia Rural (2021-2023).

Oriundos de 25 áreas do conhecimento, esses profissionais desenvolvem atividades práticas de 30 horas semanais em 20 instituições vinculadas ao Poder Executivo estadual, em 29 cidades paranaenses.

Como critério do programa, todos concluíram os cursos de graduação no máximo há três anos, em instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Além da gratuidade no curso de especialização, os residentes recebem bolsas-auxílio, no valor de R$ 1.900 mensais, mais auxílio-transporte. O tempo de duração de cada programa de Restec é de dois anos.

SERVIDORES – Todos os programas de Restec reservam vagas para servidores públicos civis, militares, comissionados e empregados públicos do Governo do Estado, exclusivamente para os cursos de especialização (pós-graduação lato senso). Em 2021, foram mais de 600 vagas para esses públicos, contemplando profissionais com formação superior em quaisquer áreas do conhecimento, em instituição reconhecida pelo MEC.

As seleções dos servidores são realizadas pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência (Seap), por meio da Escola de Gestão do Paraná (EGP). Os interessados não podem ter frequentado no último ano (ou frequentar atualmente) outro curso de pós-graduação lato sensu ou stricto sensu com ônus para o Estado.

GESTÃO AMBIENTAL – Com atividades iniciadas em março deste ano, a Restec em Engenharia e Gestão Ambiental ofertou 100 vagas para residentes técnicos atuarem na Secretaria do Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), em 21 cidades paranaenses. O curso de especialização é coordenado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

O edital contemplou profissionais formados em Administração; Biologia; Direito; Engenharia Agronômica; Engenharia Agrícola; Engenharia Ambiental; Engenharia Cartográfica; Engenharia Civil; Engenharia Florestal; Engenharia Química; Engenharia de Agrimensura; Engenharia de Energia; Engenharia de Minas e Química; Geologia; Gestão Ambiental; Medicina Veterinária; além de áreas da Tecnologia da Informação.

ECONOMIA RURAL – Lançado em junho de 2021, essa Restec ofertou 76 vagas a Curitiba e 21 cidades do Interior. Os residentes técnicos foram lotados na Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, no Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná e na Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

O edital contemplou profissionais formados em Administração; Agronomia; Biblioteconomia; Biologia; Comunicação Social; Direito; Economia; Engenharia de Computação; Estatística; Geografia; Nutrição; Psicologia; Sistema de Informação; Tecnologia da Informação; Turismo Rural; Veterinária; e Zootecnia.

Outras 200 vagas foram reservadas para servidores públicos, no curso de especialização, coordenado pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Esse quantitativo foi distribuído entre Seab – 60 vagas; IDR-Paraná; Adapar – 60 vagas; e demais instituições estaduais – 20 vagas.

GESTÃO EM TURISMO – Publicado em outubro deste ano, o edital da Restec em Gestão em Turismo (Gestur) somou 21 vagas para residentes técnicos atuarem na Paraná Turismo – autarquia estadual, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná (Sedest).

As oportunidades demandaram formação superior em Arquitetura e Urbanismo, Ciências Contábeis, Comunicação, Hotelaria e Turismo. Os profissionais foram lotados em Curitiba e 13 cidades do Interior.

O programa reservou ainda 29 vagas para servidores públicos no curso de especialização, que será ofertado pela Unicentro. Esse público pode se inscrever até o dia 14 de janeiro. As aulas terão início em fevereiro de 2022.

GESTÃO CULTURAL – Lançado em novembro, a Restec em Gestão Cultural ofertou 32 vagas para profissionais graduados nas seguintes áreas: Administração; Arquitetura e Urbanismo; Antropologia, Artes; Biblioteconomia; Ciências Sociais; Design Gráfico; Física; História; Geografia; Museologia; Pedagogia; Produção Cultural; e Serviço Social.

O projeto dessa residência técnica foi desenvolvido em parceria com a Superintendência Geral da Cultura (SGC), vinculada à Secretaria de Estado da Comunicação e da Cultura. O curso de especialização é ofertado pela Universidade Estadual do Paraná (Unespar) e dispõe de 60 vagas reservadas para servidores e empregados públicos.

INOVAÇÃO – Recentemente, o Estado lançou duas Restecs relacionadas ao ecossistema de inovação paranaense: Inovação, Transformação Digital e E-Gov (Integre), com 82 vagas para Curitiba e oito cidades do Interior; e Gestão de Ambientes Promotores de Inovação (Gapi), com 20 vagas para a capital e 13 municípios de regiões variadas.

Envolvendo 19 instituições governamentais, a primeira contemplou profissionais das seguintes áreas: Administração; Arquitetura e Urbanismo; Biblioteconomia; Comunicação; Contabilidade; Design; Direito; Economia; Enfermagem; Engenharia Civil; Engenharia da Computação; Engenharia da Produção; Engenharia Florestal; Estatística; Gestão Pública; Secretariado; e Tecnologia da Informação.

A segunda residência técnica, que ainda está com inscrições abertas, oferece oportunidades para administradores, agrônomos, contadores, economistas, engenheiros agrícolas e engenheiros de produção, além de profissionais graduados em Direito e Ciências da Computação. Esses profissionais serão alocados em nove órgãos do governo, com atividades extensionistas em 18 parques tecnológicos credenciados pelo Sistema Estadual de Parques Tecnológicos do Paraná (Separtec).

A Restec Integre destinou 200 vagas no curso de especialização para os servidores públicos enquanto a Restec Gapi reservou 40 vagas para esse público e mais 60 vagas para profissionais que já atuam no ecossistema de inovação do Paraná. Ambas as pós-graduações são ofertadas pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). As aulas terão início em fevereiro de 2022.

Com informações: AEN.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.