Tecnologia / Mundo 13 de novembro de 2019 15h59

Colunas do carro atrapalham sua visão? Jovem de 14 resolveu o problema

A invenção da jovem consegue projetar na coluna a imagem que está atrás dela e faz com que o pilar pareça invisível...

Uma adolescente de apenas 14 anos resolveu o problema das colunas dos carros, que atrapalham muitos motoristas, provocam acidentes e a indústria automobilística nunca conseguiu melhorar.

A estudante norte-americana Alaina Gassler criou um equipamento que liga uma webcam a um projetor e acaba com os chamados pontos cegos, aqueles das colunas laterais dos carros.

A invenção da jovem consegue projetar na coluna a imagem que está atrás dela e faz com que o pilar pareça invisível.

“Fiz esse equipamento com uma uma câmera que, instalada atrás do pilar do carro, envia um vídeo que é projetado na parte interna do pilar, tornando-o ‘invisível’e fazendo o motorista enxergar o que está atrás dele”, explicou a estudante.

Prêmio

Alaina Gassler apresentou o projeto em uma competição para alunos do ensino fundamental dos Estados Unidos.

A ideia da jovem ficou em primeiro lugar no concurso e ela levou US$ 25 mil (quase R$ 100 mil) para casa.

“Muitos acidentes ocorrem por conta dessas colunas que resultam em pontos cegos. Então resolvi ‘me livrar’ desse problema sem, de fato, ‘me livrar’ das colunas”, afirmou Gassler em um vídeo compartilhado pelos organizadores do evento.

Segundo a Administração Nacional de Segurança Rodoviária dos EUA, ocorrem cerca de 840 mil acidentes todos os anos no país ocasionados por esse ponto cego dos carros.

Com informações: Só Noticia Boa.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.