Saúde / Paraná 13 de setembro de 2019 07h58

Chega de vaquinha! Deputado pede 'home care' para PM ferido em serviço

ALEP aprovou requerimento protocolado...

A Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) aprovou nesta semana o requerimento protocolado pelo deputado estadual Soldado Fruet (PROS) que solicita ao secretário de Estado da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares, medidas para que os policiais militares que vierem a sofrer ferimentos em serviço possam contar com assistência ou internação domiciliar (denominada “home care”).

Segundo o deputado do PROS, o motivo desta solicitação é a complexidade do exercício da função, já que os policiais militares estão sujeitos à ocorrência de danos físicos em situações como acidentes ou troca de tiros em confrontos com criminosos, gerando sequelas ou longos períodos de reabilitação domiciliar. "A assistência domiciliar vai assegurar aos agentes lesionados a possibilidade de uma reabilitação com dignidade, no aconchego de seus lares, o que abreviará sua recuperação”, destaca.

“Atualmente, os policiais militares feridos, seus familiares ou amigos costumam recorrer a vaquinhas e dependem da solidariedade da sociedade para custear os tratamentos médicos, muitas vezes caríssimos”, comenta o Soldado Fruet. “Só que dessa forma, às vezes leva muito tempo até a vítima conseguir o valor para realizar todos os procedimentos necessários para restabelecer sua saúde e, em alguns casos mais graves, garantir a própria sobrevivência”, ressalta o parlamentar.

"Chega de vaquinha! O home care é mais um entre vários benefícios que estou pleiteando para melhorar as condições de trabalho e amparar os servidores da nossa Polícia Militar, que tanto se dedicam e arriscam suas vidas enfrentando a bandidagem para proteger a população paranaense”, conclui o Soldado Fruet. 

Com informações: Assessoria.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.