Saúde / Mundo 22 de novembro de 2021 11h39

Chá e café podem reduzir risco de AVC e demência, diz novo estudo

Os acidentes vasculares cerebrais causam 10% das mortes em todo o mundo, enquanto a demência é um dos maiores desafios de saúde do mundo...

Foto: Freepik
Foto: Freepik

Gosta de chá? E de café?

Então agora você tem um motivo a mais para consumir. Uma pesquisa internacional mostrou que beber chá e café pode reduzir risco de ter AVC e demência.

A pesquisa analisou 365 mil pessoas com idades entre 50 e 74 anos e revelou que o consumo moderado dessas duas bebidas pode ter benefícios para a saúde.

Em artigo publicado na revista científica na revista Plos Medicine, os autores afirmam: “Nossas descobertas sugeriram que o consumo moderado de café e chá separadamente ou em combinação estava associado a um menor risco de acidente vascular cerebral e demência.”

A pesquisa foi feita por Yuan Zhang e colegas da Tianjin Medical University, na China. Ela sugere que beber café sozinho ou em combinação com chá também está relacionado a menor risco de demência pós-derrame.

Os acidentes vasculares cerebrais causam 10% das mortes em todo o mundo, enquanto a demência é um dos maiores desafios de saúde do mundo – 130 milhões devem viver com ela até 2050.

A pesquisa

Na pesquisa analisou 365 mil participantes do programa UK Biobank. Elas foram acompanhadas por mais de uma década.

No início, eles relataram a quantidade de café e chá que beberam.

Durante o período da pesquisa, 5.079 deles desenvolveram demência e 10.053 tiveram pelo menos um derrame.

Quantas xícaras?

Os pesquisadores descobriram que as pessoas que bebiam de duas a três xícaras de café ou de três a cinco xícaras de chá por dia, ou uma combinação de quatro a seis xícaras de café e chá, tinham o menor risco de derrame ou demência.

Aqueles que beberam duas a três xícaras de café e duas a três xícaras de chá por dia tiveram um risco 32% menor de derrame. Essas pessoas tinham um risco 28% menor de demência em comparação com aquelas que não bebiam chá ou café.

Mais estudos

A professora Tara Spiers-Jones, líder do programa do UK Dementia Research Institute, que não estava envolvida na pesquisa, descreveu-a como “interessante” e “conduzida de maneira robusta”, mas enfatizou que mais trabalho precisa ser feito para entender completamente as ligações biológicas potenciais entre chá e café e o risco de derrame e demência.

O professor Kevin McConway, professor emérito de estatística aplicada na Open University, também não envolvido no estudo, disse que o estudo mostrou que as associações entre o risco de acidente vascular cerebral e de demência não aumentam ou diminuem uniformemente com o consumo de chá e café.

O que geralmente acontecia é que o risco de derrame ou demência era menor em pessoas que bebiam quantidades razoavelmente pequenas de café ou chá em comparação com aquelas que não bebiam nada, mas que após um certo nível de consumo, o risco começou a aumentar novamente até que se tornasse maior do que o risco para as pessoas que não bebiam nada.

“Uma vez que o consumo de café chegava a sete ou oito xícaras por dia, o risco de derrame era maior do que para pessoas que não bebiam café e muito maior do que para aquelas que bebiam duas ou três xícaras por dia.”

A Dra. Rosa Sancho, chefe de pesquisa da Alzheimer’s Research UK, disse: “Para a maioria de nós, nosso risco de demência depende da interação complexa entre nossa idade, genética e estilo de vida. Compreender quais aspectos do nosso estilo de vida têm o maior efeito sobre a saúde do nosso cérebro é a chave para capacitar as pessoas a tomar decisões informadas sobre suas vidas”.

Com informações: Só Notícia Boa .

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.