Esportes / Brasil 06 de dezembro de 2021 09h53

Brasil se classifica para segunda fase do Mundial feminino de handebol

Vaga foi assegurada após vitória por 29 a 25 sobre o Japão, de virada...

Foto: © Divulgação/IHF
Foto: © Divulgação/IHF

A seleção feminina de handebol encerra nesta segunda-feira (6) a participação na primeira parte do Campeonato Mundial da modalidade, realizado na Espanha. A partir das 14h (horário de Brasília), as brasileiras enfrentam o Paraguai no pavilhão Cidade de Castellón, pela última rodada do Grupo G.

Campeã mundial em 2013, a equipe está garantida na segunda fase, após vencer os dois jogos que fez até o momento. O último deles no sábado (4): 29 a 25 sobre o Japão. Na estreia, o triunfo foi contra a Croácia, por 30 a 25.

Na próxima fase, as brasileiras estarão no Grupo 4, novamente com Japão e Croácia (também já classificados, mas que não voltam a pegar o Brasil) e terão pela frente os três mais bem colocados do Grupo H, que reúne China, Argentina, Áustria e a anfitriã Espanha.

A seleção leva consigo os quatro pontos somados com as vitórias sobre croatas e japonesas. Somente duas equipes, entre as seis da nova chave, avançam às quartas de final.

Contra as japonesas, as brasileiras encontraram mais dificuldades para finalizar que na estreia. A seleção foi para o intervalo com aproveitamento de 52% nos chutes. Diante da Croácia, a equipe esteve sempre acima dos 60% e encerrou a partida na casa dos 70%.

Apesar de Ana Paula Belo ter balançado as redes quatro vezes, a goleira Sakura Kametani deu trabalho e ajudou as orientais a ficarem dois a três gols à frente. Ao final dos 30 primeiros minutos, o Japão vencia por 15 a 12.

O jogo foi outro no segundo tempo. A exclusão de Yumi Kitahara por dois minutos, após uma infração, fez o Japão abrir mão da goleira para seguir com seis jogadoras na linha e acabou sendo decisiva.

O Brasil balançou as redes em sequência e passou à frente de vez. O aproveitamento de chutes (considerando toda a partida) subiu para 64% e as brasileiras acertaram os cinco tiros de sete metros (equivalente ao pênalti do handebol) que tiveram. O Japão desperdiçou duas oportunidades assim.

Adriana Doce foi artilheira da partida, com sete gols, seguida por Tamires Araújo, que marcou seis vezes. A goleira Renata Arruda, que substituiu Babi Arenhart no retorno do intervalo, também se destacou. Além de defesas importantes, impedindo a reação japonesa, ela própria fez um dos gols brasileiros no jogo.

Eliminado na primeira fase do torneio feminino da Olimpíada de Tóquio (Japão), o Brasil disputa o Mundial renovado, com apenas duas remanescentes do título mundial em 2013: Babi e Ana Paula. O técnico é Cristiano Rocha, ex-auxiliar do espanhol Jorge Dueñas, treinador da seleção pelos três últimos anos e que foi demitido após os Jogos.

 

Edição: Maria Claudia

Com informações: Agência Brasil.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.