Tragédia / Brasil 13 de março de 2019 12h15

Atiradores deixam 10 mortos e 17 feridos em escola de Suzano, na Grande São Paulo

"Moro ao lado, ouvi um tumulto e fui para lá. Cheguei e vi várias crianças saindo correndo ensanguentadas”...

Pais se aglomeram em frente ao portão da Escola Estadual Raul Brasil de Suzano, na Grande São Paulo, após tiroteio ocorrido (Foto: Werther Santana/ Agência Estado)
Pais se aglomeram em frente ao portão da Escola Estadual Raul Brasil de Suzano, na Grande São Paulo, após tiroteio ocorrido (Foto: Werther Santana/ Agência Estado)

Atiradores invadiram uma escola estadual de Suzano, na Grande São Paulo, deixam saldo de 10 mortes e 17 feridos. Destas vítimas, ao menos cinco são alunos que foram mortos nesta manhã de quarta-feira, 13. Segundo informações da Polícia Militar, dois homens encapuzados, que aparentam ser adolescentes, atiraram contra os estudantes e, em seguida, se mataram na escola Raul Brasil, na região central da cidade.

A PM informou que ao menos dois funcionários da escola também foram atingidos pelos disparos e morreu. A escola oferece ensino fundamental e médio e um centro de estudos de língua.

A reportagem conversou com Juliano Simões de Santana, vizinho da Raul Brasil. O morador disse que ouviu os disparos pouco após o início das aulas no período matutino.

"Moro ao lado, ouvi um tumulto e fui para lá. Cheguei e vi várias crianças saindo correndo ensanguentadas. Um desespero, professor, funcionário, todos correndo", afirmou.

Pouco depois de participar de coletiva de imprensa sobre as enchentes no estado, o governador João Doria (PSDB) cancelou sua agenda para o resto do dia e decidiu ir para Suzano para acompanhar de perto o ocorrido.

O coronel Marcelo Salles, comandante da Polícia Militar, o general João Camilo de Campos, secretário de Segurança Pública, e Rossieli Soares, secretário de Educação, acompanharão o governador.

Foram acionadas seis unidades de resgate dos Corpo de Bombeiros, três do Samu, dois de suporte avançado e dois helicópteros águia. A PM está enviando também ao local uma equipe do Gate porque junto aos adolescentes foram encontrados artefatos parecidos com bombas.

Dentro da escola, a polícia encontrou um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. Há ainda uma mala com fios, e o esquadrão antibombas foi chamado.

A instituição foi isolada pela polícia e há muitos alunos e funcionários chorando ao redor.

Com informações: FOLHAPRESS.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.