Religião / Reflexão 12 de dezembro de 2017 07h56

Voz de Alegria

Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos. Filipenses 4:4.

O grande apóstolo Paulo era inflexível quando estava em jogo o dever e o princípio; mas a cortesia era um notável traço de seu caráter, e isto lhe dava acesso às mais altas classes da sociedade. Paulo jamais duvidou do poder de Deus para lhe dar a graça de que necessitava para viver a vida de um cristão. … Ele não vivia sob uma nuvem de dúvida, andando às apalpadelas em meio de trevas e incerteza, queixoso das dificuldades e provas. Sua voz de júbilo, robustecida pela esperança e pelo ânimo, vem soando através dos séculos, até ao nosso tempo. Paulo tinha uma experiência religiosa sadia. O amor de Cristo era seu grande tema, e o poder que o constrangia e governava.

Quando se encontrava nas circunstâncias mais desencorajadoras, que teriam uma influência deprimente sobre os cristãos que só o são pela metade, ele é de coração firme, cheio de coragem, esperança e ânimo. … A mesma esperança e boa disposição se manifesta nele quando no convés do navio, açoitado pela tempestade, a embarcação começa a despedaçar-se. Dá ordens ao comandante do navio e preserva a vida de todos a bordo. Embora prisioneiro, é na realidade o senhor do navio, o mais livre e mais feliz homem a bordo. …

Quando perante reis e dignitários da Terra, os quais tinham sua vida nas mãos, não se intimidou, pois entregara a Deus a vida, e esta estava escondida em Cristo. Por sua cortesia abrandou o coração dos homens que tinham o poder nas mãos – homens de temperamento forte, ímpios e corruptos de coração e de vida. … Propriedade de comportamento, graça de verdadeira polidez assinalavam toda a sua conduta. Quando estendia a mão, como era seu costume ao falar, o tinir das cadeias não lhe causava vergonha nem embaraço. Considerava-as sinais de honra, e regozijava-se de que pudesse sofrer por amor da Palavra divina e do testemunho de Jesus Cristo. … Seu raciocínio era tão claro e convincente que fez tremer o dissoluto rei. … A graça, qual anjo de misericórdia, faz ouvir-se-lhe a voz, suave e clara, repetindo a história da cruz, do imensurável amor de Jesus. 

Com informações: Meditação.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.