Trânsito / Paraná 15 de março de 2018 09h50

Um quarto dos caminhões que circulam no PR têm problemas

Mau estado de conservação e freios dos veículos são as principais irregularidades...

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou, nesta quarta-feira (14), dados das 75 Operações Serra Segura na região de Curitiba já realziadas. A operação, que fiscaliza as condições mecânicas dos caminhões e aborda os caminhões que trafegam nas rodovias, foi lançada em dezembro de 2014. Neste período a operação já vistoriou 4.788 caminhões. Desse total, 1.240 veículos — um quarto do total — apresentou ao menos uma irregularidade que motivou a retenção de documentos.

Pneus em mau estado de conservação, problemas no sistema de freios, irregularidades relacionadas ao tacógrafo e suspensão alterada estão entre as principais causas dos 2.317 autos de infração emitidos durante as edições Serra Segura. Durante as ações de fiscalização, os policiais rodoviários federais têm o apoio técnico de mecânicos contratados pelas concessionárias.

Os caminhões com problemas têm os seus documentos retidos até que os motoristas ou proprietários providenciem a regularização. Os motoristas abordados também são submetidos ao exame do bafômetro. Eles assistem ainda a palestras e vídeos de educação para o trânsito. Alguns desses vídeos são tombamentos de veículos de carga ocorridos justamente em trechos de serra.

Na região da capital paranaense, a maioria das operações acontece nas BRs 376 e 277, e serve como prevenção especialmente à circulação na Serra do Mar, região de muitas ocorrências nas duas rodovias, entre as mais movimentadas no Estado.

Com informações: Bem Paraná .

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.