Rondonenses comemoram um ano de nascimentos no hospital municipal - Marechal Online

Saúde / Marechal Cândido Rondon 01 de junho de 2018 11h32

Rondonenses comemoram um ano de nascimentos no hospital municipal

De lá para cá, foram 299 nascimentos ocorridos no hospital (até a quarta-feira 30/05)...

Há exatamente um ano, o prefeito rondonense Marcio Rauber, acompanhado da secretária de Saúde e demais membros da pasta, da equipe de enfermagem e médicos, anunciava que o Hospital Municipal Dr. Cruzatti estava apto a realizar partos e cesáreas através do Sistema Único de Saúde (SUS) em Marechal Rondon. No dia 05 de junho de 2017 nascia Lucas Rafael, filho de Marilete Gauer Schwelender, o primeiro bebê a nascer, após um longo período em que as gestantes e parturientes ficaram desassistidas desse serviço em Marechal Rondon. De lá para cá, foram 299 nascimentos ocorridos no hospital (até a quarta-feira 30/05).

“Estamos muito felizes de acompanhar todo o trabalho realizado, tanto para que os partos voltassem a ocorrer pelo SUS em Marechal Rondon, como pelos serviços executados neste um ano. Os números da nossa maternidade, hoje, são os melhores em nível de Brasil”, celebra o prefeito Marcio Rauber.

Caminho percorrido

O planejamento elaborado para que os partos voltassem a ser realizados foi feito de maneira sistemática, para que os serviços pudessem ser oferecidos com qualidade. Todo o processo contou com a necessária regularização da documentação do hospital, que na época não existia, da necessidade de composição da equipe (ginecologista e obstetra, pediatra, anestesista e equipe de enfermagem), e dos processos licitatórios. “Tudo foi possível graças ao empenho e dedicação de toda a equipe da Secretaria de Saúde, que não mediu esforços. Fica aqui registrado o meu agradecimento a todos”, enaltece Rauber.

Segundo a secretária de Saúde, Marciane Specht, para que os partos voltassem a ser realizados, foram investidos, na época, aproximadamente R$ 500 mil. “Já durante o último ano, pensando na manutenção e melhora contínua dos serviços prestados, foram quase R$ 1,5 milhão investidos”, acrescenta a secretária.

O prefeito rondonense destaca ainda, que o hospital atende a gestantes de risco habitual e intermediário, procedimentos para os quais está habilitado, o que não impediu a equipe médica de realizar partos de gestantes de alto risco. “É claro que as situações registradas ocorreram em decorrência das gestantes chegarem ao hospital sem o conhecimento deste elevado risco, como foi o caso de uma mãe de gêmeos, que por não ter realizado o pré-natal, acreditava que teria apenas um bebê. Mesmo assim, a equipe, muito qualificada, foi exitosa no atendimento”, lembra Marcio Rauber.

Descentralização do Pré-Natal

Além dos investimentos no próprio hospital, a Secretaria de Saúde de Marechal Rondon também executou, em 2017, a descentralização do pré-natal. “Pensando em melhorar a qualidade do atendimento às gestantes rondonenses, é que mais este planejamento da administração municipal foi colocado em prática”, pontua Marciane.

Com a descentralização, as gestantes podem ter o acompanhamento do pré-natal, na Estratégia Saúde da Família (ESF), mais próximo de sua residência. “Além da qualidade do atendimento, a redução dos índices de mortalidade materno-infantil, já abaixo do que é pactuado pelo estado do Paraná, é outro dos objetivos da descentralização”, complementa a secretária.

Hospital referência

Através da qualidade dos serviços prestados, o Hospital Municipal Dr. Cruzatti faz parte, desde o ano passado, da linha guia do Programa Rede Mãe Paranaense, como referência em Marechal Rondon. O programa, do governo do estado, propõe uma organização da atenção materno-infantil nas ações de pré-natal e puerpério, com o acompanhamento do crescimento infantil, principalmente no primeiro ano de vida.

Com informações: Assessoria.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.