Cotidiano / Brasil 17 de abril de 2018 09h37

Requião e Gleisi farão vistoria da prisão de Lula nesta terça

A preocupação não é com as instalações, mas com o isolamento de Lula e sua saúde...

A juíza federal Carolina Lebbos, responsável pela execução penal do ex-presidente Lula, autorizou que parlamentares da Comissão de Direitos Humanos do Senado verifiquem nesta terça-feira (17) as instalações onde o petista está detido.

Lula está preso desde sábado (7) na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

Estarão presentes na visita, às 14h, os parlamentares Regina Sousa (PT-PI), Paulo Paim (PT-RS), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Lindbergh Farias (PT-RJ), Gleisi Hoffmann(PT-PR), Roberto Requião (PMDB-PR), Paulo Rocha (PT-PA), João Capiberibe (PSB-AP), Fátima Bezerra (PT-RN), Lídice da Mata (PSB-BA), Humberto Costa (PT-PE), José Pimentel (PT-CE), Telmário Mota (PTB-RR) e Ângela Portela (PDT-RR).

O despacho da juíza não deixa claro se eles encontrarão o ex-presidente. O senador Lindbergh Farias (PT) chegou a dizer que a preocupação não é com as instalações, mas com o isolamento de Lula e sua saúde. 

Na última quinta-feira (12), a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou que as instalações são razoáveis, mas que o petista está praticamente em um regime de solitária, por ficar "incomunicável".

VISITAS

Também Pediram para visitar o ex-presidente políticos como Gleisi, Eduardo Suplicy (PT) e Ciro Gomes (PDT). A Justiça Federal ainda não decidiu se as visitas serão autorizadas - abriu vista para o Ministério Público Federal se manifestar.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.