Trânsito / Paraná 29 de novembro de 2017 09h41

Projeto para ferrovia de R$ 10 bilhões entre MS e PR é apresentado em evento

Trem da Ferroeste, empresa do Paraná estenderá linha férrea, ligando Mato Grosso do Sul a Paranaguá...

O processo para a construção da ferrovia da Ferroeste (Estrada de Ferro Paraná Oeste), que ligará Dourados ao Porto de Paranaguá (PR), teve o lançamento oficial da PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse) da licitação para contratação de empresa que fará estudo do novo traçado. O valor aproximado do estudo é de R$ 25 milhões e de toda ferrovia, de R$ 10 bilhões.

O lançamento da PMI contou com a presença dos governadores de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, do Paraná, Beto Richa e São Paulo, Geraldo Alckimin. 

A partir do lançamento da PMI será publicado edital de chamamento, dirigido a empresas que tenham interesse em elaborar o EVTEA (Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental para a estruturação do projeto da nova ferrovia.

A Ferroeste é empresa mista que tem como maior acionista o governo do Paraná. A empresa opera trecho de 250 quilômetros, entre Guarapuava (PR) e Cascavel (PR). O tempo de concessão da estrada de ferro, que em março de 2018 completa 30 anos de atividade, estende-se até 2079, e a área de concessão abrange Paraná e Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Ferroeste, a construção de nova ferrovia, no eixo leste-oeste, ligando Mato Grosso do Sul ao Paraná, é fundamental para melhoria do escoamento da produção agrícola, destinado à exportação, via Paranaguá.

Dados levantados pela Ferroeste mostram que o porto paranaense estima, para 2030, movimentar 80 milhões de toneladas, quase o dobro do volume atual. "Entretanto, a ligação campo-porto continua precária: apenas 20% dos 45 milhões de toneladas chegam ao terminal por trem e somente 1% vem da região Oeste", argumenta a empresa.

A partir dessas projeções, a Ferroeste argumenta que a construção de nova ferrovia é a melhor alternativa para escoar a produção, reduzir custos de transporte e melhorar a competitividade no mercado internacional. "Essa foi a conclusão de uma série de consultas públicas realizadas pela Ferroeste no Paraná e no Mato Grosso do Sul', informou.

Com informações: E-Paraná.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.