Policial / Paraguai 11 de julho de 2018 14h08

Meninas seduzidas pelo Facebook foram abusadas por 15 jovens no Paraguai

Duas pessoas foram identificadas e presas até o momento...

Duas adolescentes de 13 e 16 anos foram resgatadas na segunda-feira (9) por policiais da cidade de Capiibary, no Departamento paraguaio de San Pedro, após a denúncia de terem sido abusadas sexualmente por 15 jovens durante o final de semana. Até esta terça-feira duas pessoas foram presas, um dos jovens e um homem dono da casa para onde as meninas foram levadas.

De acordo com informações da 17° Delegacia de Polícia, as autoridades receberam uma ligação com a denúncia do crime e acionaram o Conselho Municipal dos Direitos da criança e do Adolescente (Codeni). Equipes foram até o local, onde já estavam as mães das menores informando que as menores haviam fugido de casa, em Areguá, na tarde da última sexta-feira.

O proprietário da casa de 58 anos, informou que no domingo um adolescente chegou com as meninas, pedindo para passar a noite. Ele atendeu ao pedido do jovem e disse que para dar mais espaço aos três adolescentes, iria dormir na casa da filha. Cólman e o rapaz foram detidos e levados para a delegacia para dar explicações sobre a denúncia.

A polícia acredita que as menores foram seduzidas por dois irmãos através do Facebook, que já foram identificadas. Essas duas pessoas estiveram com as meninas e logo depois a abandonaram em uma praça da cidade onde encontraram o grupo de 15 jovens, com quem passaram a noite de domingo.

As meninas teriam saído da rodoviária na capital Assunção e desembarcado em Capiibary, onde foram recebidas pelos irmãos, que não tiveram a identidade divulgada.

Com informações: Rádio Cultura Foz.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.