Policial / Paraná 05 de julho de 2018 09h36

Homem que ostentava vida de luxo é preso em operação acusado de fraude

Segundo a polícia, ele invadia contas bancárias e em todo o país...

Jet ski, lanchas, quadriciclos e festas. Assim são as fotografias postadas por I.S.P  em sua página na rede social Facebook. E elas dão o tom do estilo de vida que o acusado de fraude bancária levava.

O homem foi preso por volta das 11h30 desta quarta-feira (4) em Umuarama. Policiais Civis do Distrito Federal, com apoio da PC de Umuarama, cumpriram mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva na casa do acusado, localizada na rua Pará, Zona II.

No imóvel, um sobrado localizado em região nobre da cidade, foram apreendidos um Camaro de cor amarela e um Ford/Edge (avaliado em sites de revenda de veículos por aproximadamente R$ 80 mil).

Pelos menos outros quatro veículos de propriedade do detido devem ser apreendidos pela polícia, entre eles caminhões e carretas – de uma empresa que ele tem em sociedade com um irmão.

Em sua página no Facebook, consta que o acusado trabalhou em uma franquia localizada nos Estados Unidos.

Também em seu Facebook, ele costumava fazer postagens de ‘bom dia’ e ‘boa noite’, com frases de motivação, bíblicas e pensamentos amplamente difundidos nas redes sociais. Na manhã desta quarta ele publicou: “BOM DIA: A única coisa que não muda é que tudo muda”. Em outra oportunidade postou: “BOA NOITE: Pense o bem. Queira o bem. Faça o bem. Semeie o bem. Que o retorno vem. Ser generoso e distribuir coisas boas faz bem pros outros e pra gente também!”.

Acusação

A investigação realizada pelos policiais do Distrito Federal aponta que o detido invadia computadores das vítimas através de roteadores que utilizam senha padrão. Ele enviava um vírus que aparentemente não causava nada. Porém, quando a vítima acessava sua conta bancária do computador infectado acabava sendo direcionada a uma página falsa – geralmente hospedada nos Estados Unidos.

Aproximadamente 100 contas eram invadidas todos os dias. As vítimas estão espalhadas por todo o Brasil. A Polícia Civil do Distrito Federal está monitorando Itamar há cerca de 12 meses, porém, acredita-se que ele esteja atuando há muito mais tempo.

A investigação ainda não tem um valor exato movimentado pelo acusado em suas ações. Porém, estima-se que sejam milhões de reais.

Com informações: O Bem Dito .

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.