Esportes / Paraná 13 de junho de 2018 08h05

Fortes na marcação, Paraná e Cruzeiro se enfrentam na Vila Capanema

É o encontro de dois times especialistas em marcação, em anular as principais jogadas do adversário...

Leandro Vilela: ele cumpriu suspensão e pode voltar ao time (Foto: Geraldo Bubniak)
Leandro Vilela: ele cumpriu suspensão e pode voltar ao time (Foto: Geraldo Bubniak)

Paraná Clube e Cruzeiro se enfrentam nesta quarta-feira (dia 13) às 19h30, na Vila Capanema, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. É o encontro de dois times especialistas em marcação, em anular as principais jogadas do adversário. Ambos dividem o segundo lugar no ranking de finalizações sofridas, com média de 10,2 por jogo. A única equipe melhor nesse quesito é o Grêmio, com apenas 9,8 finalizações sofridas por partida. O pior é o Atlético-PR, que permite 16,6 arremates dos adversários por rodada.

A defesa menos vazada no Brasileirão também é do Grêmio, com apenas cinco gols sofridos em 11 rodadas. O Cruzeiro é o segundo colocado, com seis. O Paraná é o décimo, com 15 gols. No entanto, o time paranaense evoluiu nesse aspecto e só levou quatro gols nas últimas seis rodadas.

O desafio para Paraná Clube e Cruzeiro é o setor ofensivo. O Tricolor da Vila Capanema tem o pior ataque da competição, com apenas seis gols marcados – empatado com o Ceará. O time mineiro aparece logo em seguida, com apenas sete gols marcados.

ESCALAÇÃO DO PARANÁ
O Paraná terá a volta do volante Leandro Vilela, que cumpriu suspensão na última rodada. A tendência é que entre no lugar de Jhonny Lucas, substituído no intervalo nas duas últimas partidas. No entanto, a escalação e o esquema tático são sempre um mistério sob o comando do técnico Rogério Micale. Ele tem alterado o time e o formato da equipe conforme o adversário. Contra o Flamengo, usou o 4-1-4-1, com Carlos como centroavante e com dois “extremos” na linha de quatro do meio-campo (Silvinho e Léo Itaperuna). Nas duas partidas anteriores, porém, adotou o 4-2-3-1, com Thiago Santos como centroavante e Carlos atuando na linha de três meias ofensivos. 

ESCALAÇÃO DO CRUZEIRO
O lateral-esquerdo Egídio, 31 anos, está lesionado e desfalca o Cruzeiro. Ele atuou pelo Paraná em 2007. Outro que já defendeu o clube paranaense é o meia Thiago Neves, revelado na base do Tricolor da Vila Capanema. O jogador, de 33 anos, é dúvida para a partida desta quarta-feira, devido a um edema na panturrilha. Outro que segue como dúvida na escalação é o volante Ariel Cabral. O lateral-direito Edilson (ex-Grêmio e Atlético-PR) está suspenso por cartões amarelos. 

Outros jogadores do Cruzeiro com histórico no Paraná são os volantes Henrique (33 anos, nascido em Londrina e revelado na base do Londrina) e Bruno Silva (31 anos, jogou no Atlético-PR em 2013) e o meia Robinho (30 anos, jogou no Coritiba em 2013 e 2014). O técnico é Mano Menezes, que dirigiu o Iraty em 2003.

PARANÁ x CRUZEIRO
Paraná: Thiago Rodrigues; Júnior, Jesiel, Rayan e Igor; Torito González e Leandro Vilela (Jhonny Lucas); Carlos (Léo Itaperuna), Caio Henrique (Carlos Eduardo) e Silvinho; Thiago Santos (Carlos). Técnico: Rogério Micale
Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Marcelo Hermes; Henrique e Lucas Silva; Bruno Silva (Thiago Neves), Robinho e Rafael Sobis; Sassá. Técnico: Mano Menezes
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Local: Vila Capanema, quarta-feira às 19h30

Com informações: Bem Paraná.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.