Agricultura / Paraná 10 de dezembro de 2018 16h45

Em intervalo de meia hora, pai e filho são presos por embriaguez ao volante no Paraná

A pena é de detenção de seis meses a três anos...

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu pai e filho por embriaguez ao volante em duas abordagens consecutivas na noite deste domingo (9) na BR-277 em Morretes, litoral do Paraná.

Por volta das 22 horas, a equipe da PRF de plantão na Unidade Operacional Alexandra, em Paranaguá, recebeu a informação de que o motorista de um automóvel Volkswagen Gol estaria bêbado.

O carro havia acabado de passar em frente ao posto policial, na pista sentido Curitiba.

Cerca de 15 quilômetros à frente, já em Morretes, a equipe da PRF conseguiu abordar o suspeito, de 24 anos de idade, que apresentava hálito etílico, olhos vermelhos e andar cambaleante.

O resultado do bafômetro apontou 0,70 miligrama de álcool por litro de ar expelido, mais que o dobro do nível que, além da multa e da suspensão da carteira de motorista, também caracteriza crime de trânsito.

Meia hora depois, o pai do motorista se apresentou no local da abordagem, dirigindo outro carro.

Desconfiada das condições do pai, a equipe da PRF também resolveu convidá-lo a fazer o exame o bafômetro, cujo resultado foi de 0,56 miligrama de álcool por litro de ar.

Ambos, pai e filho, foram presos em flagrante pelo crime de conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool. Eles estavam a caminho de Antonina, onde moram.

A pena é de detenção de seis meses a três anos. Além disso, os dois pagarão uma multa de R$ 2.934,70 e terão a carteira de habilitação suspensa por um ano.

A PRF encaminhou os dois para a Delegacia da Polícia Civil em Morretes.

Com informações: Assessoria.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.