Política / Paraná 05 de julho de 2018 11h35

Em audiência com ministro, Rubens Bueno defende reforço no controle das fronteiras

O general Joaquim Silva e Luna explicou que um dos desafios para a defesa e segurança está exatamente na necessidade de redução da porosidade das fronteiras...

Reforçar com urgência o sistema de proteção das fronteiras brasileiras, especialmente para fortalecer o combate ao tráfico internacional de drogas e armas. Este foi o principal ponto em discussão na audiência pública que ocorreu nesta quarta-feira (4), com a presença do ministro da Defesa Nacional, Joaquim Silva e Luna, na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados.

Segundo o deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR), um dos autores do pedido de debate, é fundamental fortalecer e controlar os mais de 15 mil quilômetros de fronteira que o Brasil possui. "São verdadeiras portas abertas para entrada de drogas e armas contrabandeadas", alertou.

Rubens Bueno questionou o ministro sobre as medidas adotadas pelo Estado, Forças Armadas e diversos órgãos do governo para atuar nos principais pontos das fronteiras consideradas mais frágeis e que merecem atenção especial.

O general Joaquim Silva e Luna explicou que um dos desafios para a defesa e segurança está exatamente na necessidade de redução da porosidade das fronteiras. Segundo ele, a partir do Mato Grosso, em direção ao sul, são as áreas consideradas mais vulneráveis nas fronteiras e o monitoramento é feito com sensor a partir do espaço e também por atuadores terrestres.

Na audiência, também foram discutidas as prioridades da defesa nacional para este ano e as perspectivas de atuação do Ministério da Defesa para os anos seguintes. Outro ponto debatido foi a situação das tratativas comerciais entre a Embraer e a empresa norte-americana Boeing e os possíveis impactos à soberania nacional caso seja firmado o acordo.

Com informações: Assessoria.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.