Política / 2º Turno / Eleições 2018 10 de outubro de 2018 16h40

Com anemia, Bolsonaro deve ficar longe da campanha por mais uma semana

Com isso, ele fica de fora do primeiro debate marcado para o segundo turno, que estava previsto para esta semana na Band TV...

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi submetido a uma nova avaliação médica, na manhã desta quarta-feira (10), em sua casa na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. De acordo com o clínico cardiologista Leandro Echenique, a cirurgia completa nesta quarta-feira, 10, 34 dias e Bolsonaro está se recuperando, mas ainda não está liberado para fazer campanha. Com isso, ele fica de fora do primeiro debate marcado para o segundo turno, que estava previsto para esta semana na Band TV. 

"Ele perdeu 15 quilos de massa muscular e ainda está fraco. Ele precisa de uma dieta de recuperação proteica.", disse o médico, ressaltando que na próxima quinta-feira (18) Bolsonaro deve ir ao hospital e provavelmente será liberado para campanha e debates. Esta foi a segunda visita feita pelos médicos em uma semana.

Bolsonaro sofreu um ataque no dia 6 de setembro durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG). Ele socorrido e levado à Santa Casa de Misericórdia da cidade e transferido para o Hospital Albert Eisten, em São Paulo. Adélio Bispo de Oliveira, que deu a facada em Bolsonaro, foi indiciado por prática de atentado pessoal por inconformismo político. Segundo a investigação, ele agiu sozinho no atentado.

Ainda segundo os médicos, apesar do quadro de Bolsonaro ter evoluído bem, ele ainda apresenta quadro de anemia, o que impossibilita a liberação completa do paciente. Há uma semana, Macedo e Echenique estiveram com Bolsonaro e contraindicaram a ida dele ao debate da TV Globo com os presidenciáveis, no dia seguinte. O candidato acatou a sugestão e não foi ao encontro.

Adélio Bispo de Oliveira, agressor do candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), foi indiciado por prática de atentado pessoal por inconformismo político, crime previsto na Lei de Segurança Nacional. 

Além do debate deste semana, estão previstos outros cinco encontros entre os dois candidatos até o dia 28 de outubro, quando está marcada a votação do segundo turno.

Com informações: Bem Paraná.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.