Tragédia / Paraná 20 de maio de 2019 16h16

Avó é presa após deixar bebê morrer por abandono no interior do Paraná

Ela foi presa em flagrante autuada por crime homicídio qualificado...

A morte de um bebê de um ano e sete meses  por negligência da avó materna chocou a cidade de Porecatu, no Norte do Paraná.  Ele foi encontrado morto na casa da avó de 39 anos, na madrugada de sábado (18). Ela foi presa em flagrante autuada por crime homicídio qualificado. Segundo informações da Polícia Civil, o bebê teria morrido por falta de assistência e negligência da responsável.

A criança não apresentava sinais de agressão mas tinha uma grave ferida causada por assaduras nas costas. A criança foi estava em um ambiente cheio de lixo, sujeira, bebidas, cigarros e restos de comida apodrecendo em meio a larvas.

O caso chegou à polícia porque a funerária se recusou a retirar o corpo do bebê do local, por isso socorristas, polícia e Instituto Médico-Legal (IML) foram ao local.

Em entrevista à TV Tarobá, o delegado disse que o bebê estaria morto há algum tempo. “Pela nossa experiência, a gente deduz que esse corpo já estava no local de dois a quatro dias. Tudo leva a crer [no abandono], a própria avó declarou isso na oitiva, ela viu a criança pela última vez às 22 horas de quinta-feira e depois às 15 horas de sexta-feira. Ela afirmou que a criança ficou sem assistência por 18 horas. A criança veio a falecer por uma omissão da avó”, disse ele. “Tudo leva a crer que a criança faleceu por falta de alimentação e a causa direta seja desidratação”, afirmou.

A avó do bebê foi presa e transferida para Londrina. A mãe, e 17 anos, teria se mudado para o Mato Grosso a trabalho. 

Com informações: Bem Paraná.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.