Policial / Capanema 12 de março de 2019 16h37

Ação integrada desmonta criadouro clandestino de pássaros exóticos na fronteira

O criadouro tinha mais de 300 aves, dentre elas 10 pássaros silvestres de espécies ameaçadas de extinção...

Uma ação integrada por policiais federais, fiscais do ICMBio e do IAPAR, além de membros da Força Nacional desmontaram, na tarde de ontem (11/03), no distrito de Alto Faradai, município de Capanema/PR, um criadouro clandestino de pássaros que operava numa propriedade rural daquela localidade.

O criadouro, o maior já encontrado em toda a região, tinha mais de 300 aves, dentre elas 10 pássaros silvestres de espécies ameaçadas de extinção. Os animais eram criados para fins comerciais e apresentavam indícios de maus tratos, visto que ali não eram tomados os devidos cuidados sanitários e higiênicos, além de estarem alojados precariamente. No criadouro havia alguns espécimes mortos.

Ao perceber a chegada da equipe policial e ambiental, um homem de 53 anos apontado como sendo o proprietário do lugar fugiu, tomando rumo ignorado, mas responderá a Inquérito Policial pelos crimes de maus tratos e tráfico de animais.

Também foram encontradas e apreendidas aproximadamente 60 gaiolas e armadilhas para captura de pássaros.

Diante dos fatos, os fiscais do Instituto Chico Mendes (ICMBio) multaram a propriedade em 45 mil reais e a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR) também autuou a propriedade pela falta de condições sanitárias do criadouro clandestino que foi interditado.

As espécies silvestres identificadas como Trinca-Ferros, Pintassilgos, Cardeais e Azulões foram encaminhadas ao zoológico da Faculdade de Veterinária da UNISEP, em Dois Vizinhos/PR.

A Polícia Ambiental também foi acionada para autuar a propriedade e prestar apoio na retirada dos pássaros.

Essa é mais uma ação na Fronteira Sudoeste executada conjuntamente pela Policia Federal, ICMBIO e Força Nacional.

Com informações: Assessoria.

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários enviados através do formulário são de inteira responsabilidade do autor. O site MarechalOnline.net se reserva no direito de coletar e armazenar informações do autor, tais como: email, macaddress e ip, para possíveis ações de responsabilidade penal - caso necessário. O site MarechalOnline.net se reserva ainda no direito de não publicar comentários com conteúdo inapropriado para o espaço. Os comentários não são editados, e quando publicados vão ao ar da forma original como foram redigidos pelo autor. Ao utilizar este recurso o autor automaticamente concorda com os termos de uso especificados acima.